Curso sobre Energias Renováveis será realizado no sertão da Paraíba

Por: Assessoria de Comunicação do CERSA | 01/10/2018.

Foto: Reprodução.
O Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (FMCJS) e o Comitê de Energia Renovável do Semiárido (CERSA), juntamente com a Cáritas Brasileira, a Frente Por uma Nova Política Energética para o Brasil, com o apoio da Misereor, irão realizar entre os dias 09 e 17 de Outubro na cidade de Cajazeiras (PB), uma vasta programação em torno do tema “energias renováveis”, com as presenças de autoridades no assunto e jornalistas de outros países.
Com o titulo “Experiências e Vivência em energias renováveis no semiárido paraibano”, o encontro pretende promover o debate e os questionamentos acerca de um dos assuntos mais pertinentes do momento.
Ocorrerá ainda a realização de oficinas e cursos básicos em etapas que envolvem a montagem de sistemas fotovoltaicos básicos, e também projetos de sistemas fotovoltaicos e tecnologias em energias renováveis (mini eólicas e biogás).
O encontro, que está sendo organizado pelo FMCJS e pelo CERSA, tem como coordenadores o professor de Engenharia Elétrica e Eletrotécnica do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Walmeran José Trindade Júnior e o advogado, ecossocialista e articulador do movimento “cidade semiárida”, Júlio César Nóbrega Gadelha e Aires Umberto, coordenador financeiro do CERSA.
Haverá a presença de nomes importantes neste cenário, a exemplo de Ivo Poletto, que é filósofo, teólogo, educador popular e assessor de pastorais e movimentos sociais, que trabalhou durante os dois primeiros anos do governo Lula como assessor do Programa Fome Zero e foi o primeiro secretário-executivo da Comissão Pastoral da Terra – CPT. E também a participação de Joilson Costa, engenheiro eletricista e coordenador executivo da Frente Para uma Nova Política Energética para o Brasil.
Além de Poletto e Costa, outros nomes e representantes de entidades também se farão presentes no encontro, a exemplo de membros da Cáritas Brasileira, Misereor e ainda Integrantes do Fórum 3+1, grupo de diálogo energético formado por Brasil, Bolívia, Peru e Alemanha. Entidades do Norte, Nordeste, Centro Oeste e Sudeste também marcarão presença.
A problemática energética é de natureza ambiental, causada principalmente pelo uso intensivo de fontes fósseis de energia (petróleo, carvão e gás), que provocam sérios impactos ao meio ambiente, notadamente pela emissão de gases do efeito estufa, acarretando desequilíbrios no regime climático mundial.
A região Nordeste, em especial o semiárido brasileiro, apresenta altos índices de radiação solar, bem como potencial eólico para o aproveitamento na geração de energia elétrica.
 
PROPOSTA
Uma das soluções para a minimização dos efeitos negativos das mudanças climáticas é a substituição do uso das fontes fósseis de energia pelas fontes renováveis.
Dentre as diversas fontes renováveis de energia, as fontes solar, eólica e biomassa vêm demonstrando maior inserção no mundo e em especial no Brasil.
A proposta desse projeto é promover o intercâmbio de experiências e vivências no campo das energias renováveis, em especial da tecnologia fotovoltaica, desenvolvidas no semiárido paraibano pelo Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social, bem como pelo Comitê de Energia Renovável do Semiárido, através de diversos projetos temáticos, como forma de difundir no Brasil e nos países da América do Sul o uso das energias solar, eólica e da biomassa na forma descentralizada. 
 
Para tal, propomos uma metodologia de curso por imersão, em que os participantes irão conviver diariamente com a realidade de comunidades urbanas e rurais que já passaram a utilizar tecnologias que promovem o uso descentralizado de fontes renováveis de energia, tendo a inserção dessas tecnologias baseadas numa metodologia centrada no ser humano.
 
A programação inclui também, visitações em localidades e cidades da região, onde sistemas que funcionam a partir das energias renováveis já fazem a diferença para as comunidades que atendem, objetivando apresentar atividades desenvolvidas, juntamente com as ações de economia solidária que já ocorre em algumas dessas comunidades.
Para completar a programação, atividades culturais também serão apresentadas ao final das atividades de cada dia no evento que será sediado na cidade de Cajazeiras, município do interior da Paraíba, cravado no alto sertão do estado.
Confira a programação abaixo.