É possível

A humanidade pode produzir toda a energia que precisa só com os raios do sol. Toda energia produzida é igual a 0,0078% da energia renovável que chega ao planeta pelos raios solares.

Só é renovável de fato a energia a que é produzida por fonte que não acaba, como o sol. Seus raios caem com força praticamente em toda a superfície terrestre, e o potencial de energia solar é quase infinito.

No mundo, a produção de energia solar dobra a cada dois anos, e já chega a 300 GW. Se dobrar mais 8 vezes, nos próximos 16 anos 100% da energia necessária para a humanidade será solar.

A China aumenta sua produção de energia solar 1 Gigawatt por mês, e planeja produzir 70 GW de energia solar até 2017. No Brasil, a produção de energia solar é de apenas 0,013 GW.

Se o Brasil aproveitasse melhor os ventos, poderia produzir 300 GW de energia eólica, o dobro de toda a energia produzida atualmente.

Toda a biomassa vegetal e os dejetos animais podem ser fonte de energia, de modo especial na forma de biogás.

As cidades podem ser recriadas a partir do princípio do arquiteto William McDonough: “Edifícios como árvores, Cidades como Florestas”, produzindo energia solar, eólica e com biomassa.

Os meios de transporte podem ser de massa (trens, metrôs, VLTs) e movidos a energia solar, eólica… A iluminação de praças e ruas pode ser solar.

Em dois conjuntos do Minha Casa, Minha Vida, em Juazeiro (Bahia), 1000 famílias produzem 2,1 MW de energia solar e eólica. Usam o que precisam e recebem 80 reais pelo que sobra, complementando sua renda.